quarta, 19 de julho de 2017, 16:18:16

O frio é um fator na redução da imunidade do organismo?

Durante o outono e o inverno, alguns fatores contribuem para deixar o homem mais vulnerável a doenças. Apesar de muito ser falado, o frio não tem relação direta com a redução da imunidade do organismo.

Segundo o imunologista Beni Morgenstern, a maior circulação de vírus, o ar mais seco, a maior aglomeração de pessoas em ambientes fechados, mudanças bruscas de temperatura e o aumento da poluição colaboram para o maior número de infecções nesta época do ano. “Esses fatores predispõem tanto à piora de doenças respiratórias preexistentes, como a asma e a rinite, bem como facilitam a ocorrência de infecções”, afirma o médico.

Beber água ajuda na proteção

Com a redução das temperaturas, a ingestão de água também cai. O problema é que isso é ruim para o corpo. “O ar mais frio e seco resseca a secreção das nossas vias respiratórias, dificultando o transporte do muco das vias aéreas inferiores para as superiores, que são mecanismos protetores”, diz Morgenstern. O consumo de água torna-se fundamental para umidificar a região e manter a defesa do organismo.

Além de beber bastante água, se alimentar bem e praticar atividade física regularmente são ações que ajudam a evitar a ocorrência e a piora de doenças respiratórias. Nesta época do ano, manter os ambientes bem ventilados, diminuir o contato com pessoas gripadas, não se expor à poluição e higienizar as mãos sempre que possível também contribuem para proteger o organismo.

DrBeni Morgenstern é pediatra, alergologista e imunologista formado pela Faculdade de Medicina da USP e atua em São Paulo. CRM-SP: 146231